quarta-feira, 18 de outubro de 2017

O FUTEBOL BONITO DE SE VER DO MESTRE



Hoje mais do que nunca entendo que aquele futebol plenamente vistoso e maravilhoso daqueles timaços dos anos 90 do SPFC e mais atrás aquela monstruosa Seleção Canarinho da Copa de 82 que jogavam um  futebol refinado e objetivo, sob comando do eterno Mestre Telê, creio que fazer futebol de verdade é nesse raciocínio.

Nós treinadores de hoje temos que buscar desenvolver um trabalho de futebol assim, bonito, ofensivo, com responsabilidade coletiva e com excelência competitiva. Vamos trabalhar de modo simples, direto, criativo, e claro, sempre respeitando as características de seus jogadores.


Por Jânio Bernardino.

domingo, 8 de outubro de 2017

Marcador bom é aquele que joga o jogo e pensa o jogo sem maucaratismo e violência



Como é sabido o futebol é um desporto coletivo e todos nós estamos cansados de saber que este seguimento fenomenal é o mais popular e apaixonante do globo.

Gostaria de dizer também que, no futebol não é só beleza existente nesse conceito como um todo e, também, não é surpresa alguma que felizmente existem pessoas e profissionais sérios e bem intencionados como também, existem pessoas de determinado talento mas, desagradáveis e com extremo mal carácter e que também não é novidade para ninguém, e claro, como é no meio desportivo e na vida, infelizmente.

Com base nessa minha breve introdução sobre o futebol, as pessoas que estão inseridas no meio e a vida do ser humano, gostaria de externar aqui a minha indignação com certos personagens jogadores de futebol que de protagonistas em fração de milésimos de segundos vão ao inferno porque perdem a cabeça, são desequilibrados por natureza e carregam um ódio em suas mentes pelo simples fato de não aceitarem que são limitados em determinadas condições técnicas e por essa indignação íntima agridem de forma desleal e humana o adversário que não tem culpa por ter uma condição a mais de qualidade técnica e de raciocínio.

Bem, meus caros leitores para ser mais claro, vou citar uma prática desses jogadores limitados e de pouco recurso tanto tecnicamente como no seu cerebral.

Senhores! Dentro de minha experiência ativa de treinador e com autoridade de tal Eu vou externar minha tristeza com determinados jogadores que não jogam o jogo, não pensam o jogo e porque na maioria das vezes preferem usar do seu maucaratismo usando a violência como se fora o modo certo de ser o super homem do jogo.  Umas das coisas que mais me deixa zangado é estar num jogo e ver um marcador deixar de lado o futebol e acreditar na agressão pessoal como se isso é a forma ideal para conquistar a glória.

Atenção jogadores marcadores de futebol!...Por favor, sejam superiores jogando futebol de forma leal, diferenciado e claro, pensem mais o jogo, busquem enchergar o jogo para ajudar na sua limitação que já é comprometida por natureza, busquem entender o jogo para quando for cortar uma linha de passe do adversário, fazer uma antecipação correta ou quando ter que desarmar o oponente sem que vocês tenham que dar ponta pé sem necessidade alguma.

Olhem meus senhores, jogador que só pensa em dar ponta pé e que levam o ódio para o campo tem sim que ser eliminado dos planos de qualquer projeto de todos aqueles treinadores inteligentes que buscam a glória com seus comandados. Não há vez para jogador maldoso e que só pensam jogar futebol levando vantagem de maneira estúpida, desagradável e criminosa.

Um bom marcador pra mim é aquele jogador que sempre chega primeiro na bola, única e exclusivamente na bola, mas claro com firmeza e lealdade e isso é uma coisa que Eu pelo menos busco cobrar e duro os meus atletas e com base nessa pauta, essa minha indignação vai aos colegas treinadores que na minha opinião tem que fiscalizar seus atletas para essa situação de jogadores maldosos sejam vetada para não pôr em cheque seu trabalho no percurso da prática e principalmente não encerre a carreira de quem joga bola de verdade.

A profundidade desta minha indignação é porque acredito num futebol onde possamos ter um jogo com vinte e dois atletas com alta qualidade e intensidade e, que façam um jogo de alta finesse por ambas as partes.

O jogo de futebol tem que ser jogado e pensado, pois lugar de violência não é para as quatro linhas, não existe isso...Futebol é um fenômeno para os bons e de carácter. 

Por favor marcadores da bola! Joguem na bola pô. 

Ei vocês também colegas treinadores que gostam de um futebol mais bruto! Treinador bom é aquele que monta o planejamento para apresentar um futebol competitivo e de jogo diferenciado em determinado sistema. Por favor, não passem a mão nesses jogadores brucutus e de mal caracter , busquem somente os bons e inteligentes com caracter.

E tenho dito.

Até o próximo artigo meus caros. Um forte abraço.


Por, Jânio Bernardino.


domingo, 1 de janeiro de 2017

RELEITURA DOS PRINCIPAIS ARTIGOS DO BLOG



Olá caros amigos leitores do BLOG DO PROFESSOR JÂNIO BERNARDINO!
Em nota, confiram os principais artigos escritos e publicados por mim, Jânio Bernardino. Leiam na íntegra assuntos abordados pelo blog através dos links abaixo.
Obrigado e FELIZ 2017 para todos nós.

  • 1 - CALENDÁRIO BRASILEIRO FUTEBOL CLUBE: UM PLANEJAMENTO DO DESPORTO NACIONAL TOTALMENTE NA CONTRA MÃO
  • 2 - TREINADOR BOM TEM OLHOS DE LINCE: Capacidade para poucos e de poucos
  • 3 - CALENDÁRIO BRASILEIRO: UM VERDADEIRO HOLOCÁUSTO FÍSICO E PSICOLÓGICO A CADA ATLETA PROFISSIONAL
  • 4 - TREINADOR PROFISSIONAL DE FUTEBOL: UM TRABALHADOR AINDA MUITO INJUSTIÇADO
  • 5 - CAPACITAÇÃO DE QUALIDADE E COM ALTO NÍVEL SUPERIOR AOS NOSSOS TREINADORES DE FUTEBOL ACADEMICAMENTE FALANDO!!!
  • 6 - DA QUADRA DE FUTEBOL SOCIETY AO CAMPO MAIOR: SERÁ QUE ESTA É A MELHOR FORMA DE FORMAR NOVOS TALENTOS A BOLA?!
  • 7 - TORCIDA, GRAMADO E ARQUIBANCADA!...UMA METAMORFOSE QUE TAMBÉM PRECISA SER AMBULANTE
  • 8 - O BANCO DA PRAÇA...!!!
  • 9 - FUTEBOL COMO INSTITUIÇÃO ACADÊMICA A NÍVEL SUPERIOR!...CHEGOU A HORA DE VIRAR CURSO EM SALA DE AULA
  • 10 - FUTEBOL COLETIVO E EFICAZ COM MATERIAL DE GRANDE QUALIDADE

Coluna escrita por: Jânio Bernardino.
Treinador/técnico de futebol e educador físico - CREF4: 098729-G/SP

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

TREINADOR BRASILEIRO x TREINADOR ESTRANGEIRO: QUEM TERIA MAIS SUCESSO FORA DO SEU PAÍS DE ORIGEM?!


Em foto: a esquerda, o treinador português José Mourinho (atualmente dirige o Manchester United ING) e a direita, o treinador brasileiro Leonardo, que hoje é diretor de futebol do Paris Saint Germain FRA).


Quem teria vida longa em países diferentes?!...

Na minha opinião o treinador brasileiro, teria mais chance de sucesso fora do nosso país, ao contrário do treinador estrangeiro aqui em nosso Brasil.

Creio que, se houver mais oportunidades e tempo para o treinador brasileiro mostrar sua competência em terras estrangeiras e, claro, o profissional brasileiro com o domínio de um idioma universal, tenho a absoluta certeza que teremos maior sucesso em dirigir um time ou seleção de lá, até mais que os próprios da terra. Mesmo porque, somos craques em adaptação em outros países e doa a quem doer, também craques no entrosamento rápido com culturas distintas de outras partes mundo à fora e principalmente como lidar com atletas, seja eles: folgados, profissionais focados, inteligentes, traíras, parceiros, os derruba técnico, maçãs podres, aos líderes politizados, dirigentes legais outros na maioria sacanas, enfim, somos gestores natos na arte de comandar elencos de atletas e pessoas. 

Quanto ao treinador estrangeiro em dirigir um clube brasileiro ou a nossa seleção se caso precisar de um gringo comandar nossa seleção canarinho, mesmo tendo um tempo de trabalho ideal para este profissional de fora, creio que não teria maior sucesso que nós daqui.

Para este estrangeiro ser diferente aqui, teria que lutar para entender nossa cultura geral, tanto dentro como fora de campo, teria que dominar bem nossa língua aqui e para mim treinador estrangeiro também tem que vir aqui e obrigatoriamente falar nossa língua para nós!... Agora é só nós brasileiros que temos que ajoelhar, rezar e bater palmas pra eles?!... Não não! Para mim direitos iguais para todos, mesmo porque somos obrigados a falar a língua deles lá.

O treinador estrangeiro precisa entender que é preciso saber lidar rapidamente com os nossos atletas, que não é nada fácil, seja fora de campo em seu comportamento ou dentro de campo, especialmente taticamente falando e ter inteligência e paciência de lidar e se relacionar com os senhores dirigentes fanáticos que administram os nossos clubes. E tem mais!...Terão que saber lidar com os nossos queridíssimos agentes de atletas que acham que sabem alguma coisa de bola e só pensam em levar vantagem aqui, tá certo?... 

Bem, creio que treinador brasileiro teria mais sucesso de maneira geral dentro e fora do país do que o treinador estrangeiro que me desculpem, só tem sucesso muitas vezes dentro de seu país. Essa minha opinião!

Caros leitores e treinadores do nosso futebol!... Leiam com atenção este artigo e opinem. A opinião de todos serão sempre bem vinda.

Valeu amigos e até o próximo artigo. Uma ótima leitura a todos.


Coluna escrita por: Jânio Bernardino.
Treinador/técnico de futebol e educador físico - CREF4: 098729-G/SP

terça-feira, 1 de novembro de 2016

FORMAÇÃO INTELIGENTE E RESPEITO JÁ AOS NOSSOS JOVENS DA BOLA



Senhores dirigentes, treinadores/técnicos de futebol e, em especial, aos senhores agentes, representantes, empresários dos jovens atletas do nosso país!
Por favor!...
Respeitem os nossos jovens acima de tudo...
Entendam!... Primeiro de tudo o ser humano, depois, vem o atleta e suas responsabilidades...
Respeitem com ênfase e foco as respectivas faixas etárias no processo de formação nas categorias de base...
Cobrança em alta escala somente na categoria de cima, mas com responsabilidade...
Preparem estes jovens antes de mais nada para a vida como brilhante cidadão de bem e de forma natural, o futuro deles no desporto de alto rendimento vem na sequência...
Enfim!...
E como é citado em documentário no vídeo que segue em link abaixo, "Vamos ser Craques também no direito da criança e do adolescente."


Coluna escrita por: Jânio Bernardino.
Treinador/técnico de futebol e educador físico - CREF4: 098729-G/SP



terça-feira, 4 de outubro de 2016

GESTÃO AMADORA NO ESPORTE BRETÃO: MAS A VIDRAÇA AINDA SEGUE SENDO O TÉCNICO DE FUTEBOL

Resultado de imagem para treinador de futebol

ATENÇÃO DIRIGENTES DE CLUBE DE FUTEBOL NO BRASIL E AO PESSOAL DE IMPRENSA E GRANDE MÍDIA NO GERAL!!!
Antes de demitir o Treinador/Técnico de futebol, como queiram denominar, por um momento, parem, respirem, pensem e revejam os conceitos!...
Busquem encontrar onde que estão os erros referentes aos resultados negativos aos olhos do mundo no qual nossa gestão no futebol insiste em cometer.
Na minha opinião, o problema não é e nem está no técnico de futebol, mas sim na "Gestão" amadora e desqualificada que ainda é e que existe nos nossos clubes e, na maneira de cobrar e agressiva da grande mídia desde sempre em nosso desporto brasileiro.
Já passou da hora a vocês que trabalham nesses meios passarem por um processo de reciclagem.
Ao invés de ver e lidar com futebol somente por alegria, vaidade e fanatismo, interesses pessoais e venda de notícia, por favor!... estudem futebol, analisem futebol a fundo, discutam de forma construtiva futebol, entendam realmente o que é futebol e façam futebol de maneira profissional de verdade.
Olhem vocês aqui!... A várzea dos finais de semana, sem querer exagerar ou ser pessimista, acredito que vem se organizando melhor que vocês que vivem de bola "profissionalmente, se é que de modo geral o futebol brasileiro é tão profissional assim, deu pra entender?...
Senhores!... Futebol é algo seríssimo!
Iniciem tratando com mais profissionalismo o futebol de base. Vejam bem, a formação mal trabalhada, terão resultados ruins lá na frente e o time de cima só tem a cair, se fizerem de maneira profissional e coerente terão sucesso.
Clube de futebol tem que ter uma filosofia de trabalho e de jogo, trabalhem com este pensamento, coloquem em prática, ao treinador, sequência ao trabalho dele, tanto no time principal, mas principalmente nos treinadores formadores que estão na base.
Chega de amiguinhos, puxa saquismo e puxa tapetes no mesmo ambiente. Futebol tem que ser profissional, encarado seriamente.
Aos profissionais das mídias de comunicação, respeitem mais o profissional treinador/técnico de futebol e parem de execrar estes profissionais só para que vendam notícia no outro dia. Para mim isso é covardia ao trabalhador que esta, respira e vive dia a dia no campo com atletas mais que todos vocês aí do outro lado.
Concordo que o treinador/técnico de futebol brasileiro precisa de qualificação sempre, mas nossos comandantes de elencos estão buscando se preparar mais hoje. Também a classe não esta vacilando não, estão buscando melhorar mais e mais sim.
É isso, e a até o próximo artigo.
Coluna escrita por: Jânio Bernardino.

Treinador/técnico de futebol e educador físico - CREF4: 098729-G/SP

terça-feira, 13 de setembro de 2016

SEM DINHEIRO OS GAROTOS TERÃO QUE PAGAR A CONTA



Resultado de imagem para noroeste de bauru sub 20

Meus Deus!!!... Agora a casa do Noca caiu de vez mesmo...

É meus senhores, a que ponto chegamos!...

Em cima da pauta da matéria no link abaixo à seguir, gostaria de expôr minha opinião.

Vejam só!... As federações dos nossos nobres senhores feudais que nunca deram um chutinho, cada vez mais endinheirados e, lamentavelmente, mais um clube do interior patinando e tentando não cair de vez e ser mais um na estatística dos tradicionais clubes extintos e esquecidos ao longo da nossa história no desporto.

Será que o problema dessa patinada esta somente no dirigente que gere de forma certa ou errada o clube?... Ou não!... o problema esta nas federações, que sabendo que os clubes não estão conseguindo tanto apoio assim, mais essa crise que se estende em todas as esferas do mundo material no país e mesmo assim as federações cobram taxas e taxas sem dó das nossas entidades que estão mais mortas do que vivas nos dias de hoje?... 

Para mim as taxas seguem abusivas por parte das nossas federações e aos pouquinhos ajuda a arrebentar com a força de gestão dos clubes.

E para vocês?!... Quem deve rever isso ou pagar de vez a conta dessa realidade e irresponsabilidade?...

Abaixo, veja uma matéria que fala da situação do Noroeste de Bauru que desiste de disputar a Copa São Paulo, competição que é a principal vitrine da base no nosso país, para ter condições no futuro próximo de disputar a A-3 de profissionais, ou seja, o clube paulista terá que abrir mão de dar oportunidade aos seus jovens talentos numa competição de grande vitrine e mais, vão perder a oportunidade de fazer dinheiro em caixa para manter o clube respirando um pouco mais no cenário, tudo isso em razão das altas taxas da federação. Esses caras brincam com a bola mesmo...Piada! (risos)

Bem, confiram a matéria no endereço abaixo!...Até o próximo artigo.


  • Fonte Portal Super Futebol - http://www.superfutebol.com.br/futebol/noticia_sp.php?cod=20591



Coluna escrita por: Jânio Bernardino.
Treinador/técnico de futebol e educador físico - CREF4: 098729-G/SP